Você Conhece a Rentabilidade do Tesouro Direto?

O rendimento atual da poupança caiu!

O rendimento atula da poupança caiuAs pessoas normais ficam no meio da confusão ouvindo os comentários das pessoas “expertas” sobre a queda do rendimento atual da poupança. E é difícil aceitar que este investimento popular não seja mais uma segurança para o próprio dinheiro investido. Em 2015 a inflação começou a superar a poupança e no primeiro semestre do 2016 se manteve abaixo. A previsão indica que será um dos piores investimentos do mercado até o final do ano, quando finalmente voltará a pelo menos preservar o valor aplicado.

À procura de um investimento melhor

Logicamente, quando conseguem o desapego da poupança como investimento principal, as pessoas procuram um outro tipo com o mesmo nível de segurança e principalmente mais rentável. Você que está lendo este artigo pode estar passando pela mesma fase. Eu também passei e sei que não é fácil tomar a decisão certa na escolha de um investimento melhor.

Tem muitas opções oferecidas e todas prometem o céu a você, não é fácil. Precisa considerar o rendimento, mas também o grau de segurança que é a garantia do retorno do investimento, a liquidez relativa à velocidade de entrar e sair do investimento, a acessibilidade que se refere aos requisitos financeiros que você precisa ter, a complexidade que assusta o investidor iniciante como nós e a flexibilidade do investimento para ser adaptado ao seu planejamento financeiro.

Procurando no Google um investimento seguro e rentável a maioria dos resultados se referem ao Tesouro Direto, que é um programa de financiamento de dívidas do país. Foi criado pelo Tesouro Nacional em 2002 como um programa de venda pela internet de títulos públicos a pessoas físicas.

O Simulador da Rentabilidade Tesouro Direto

Para ter uma ideia da rentabilidade deste programa você pode fazer uma simulação de investimento. O site da Secretaria da Fazenda oferece um simulador para fazer isso. Clique aqui para acessar a Calculadora Tesouro Direto.

Aqui o Simulador Tesouro Direto

Aqui eu explico como preencher os campos solicitados do Simulador Tesouro Direto:

  • A primeira coisa é escolher o tipo de título no qual você quer investir. Acima da Calculadora tem uma tabela com os que estão disponíveis no momento.
  • Depois escolha a data da compra. Geralmente o dia atual.
  • Agora a data do vencimento do tipo de título escolhido na tabela acima da calculadora.
  • O Valor que você quer investir. Considere que poderá incrementar o valor todos os meses.
  • A taxa de compra correspondente ao título escolhido na tabela.
  • A taxa de administração. Para investir neste tipo d investimento é obrigatório ter um agente de custódia habilitado (bancos e corretoras). Este valor será próximo ou igual a 0, dependendo do agente escolhido.

Claro que essa calculadora do Tesouro Direto irá simular um investimento básico, sendo difícil simular aplicações escalonadas durante o tempo, devido às flutuações das taxas. Existem planilhas que podem lhe ajudar neste caso.

Um exemplo:

Aqui fiz um exemplo de uso do Simulador Tesouro Direto com os títulos do tipo IPCA Principal, sem juros.

exemplo impostações calculadora tesouro direto

 

link indicadores mercado

O vencimento que escolhi foi de 8 anos e simulei um investimento de R$ 10.000,00. Este tipo de títulos se baseia na inflação, e para saber o último parâmetro precisei clicar no link dos indicadores de mercado no canto inferior direto da página da Calculadora Tesouro Direto.

 

 

taxa IPCA 2016

 

 

Apareceu esta tela que mostra na primeira tabela a taxa de inflação no ano, terceira célula da primeira linha. Copiei o valor de 4,42 no último campo da Calculadora.

 

 

 

Após clicar sobre o botão ‘Calcular’ apareceram estes resultados:

risultados calculadora tesouro direto

Aqui da para ver que o valor líquido no resgate será quase o dobro do investido se a inflação ficar no mesmo valor até o vencimento. Na realidade teremos de considerar as flutuações das variáveis que podem influenciar a eficiência do investimento.

Agora temos uma ideia da rentabilidade do Tesouro Direto. Para você que estava acostumado com o rendimento da poupança, posso lhe afirmar que este investimento pode trazer retornos bem melhores, como pode ver.

Não é só a rentabilidade do Tesouro Direto que faz o sucesso dele. Tem outras características que um bom investimento deve ter, por exemplo: este tipo de investimento é um investimento seguro, porque garantido pelo Tesouro Nacional, e é flexível, para os títulos com resgate mensal, semestral, anual e de períodos maiores.

Uma história de vitóriaHistória de Vitória

Em 2008, um homem que se chama Thiago Iwamoto começou a aplicar o seu dinheiro no Tesouro Direto. Estava convencido de que este programa de financiamento era a garantia de um ganho certo, mas depois de algum tempo o seu saldo ficou negativo e tive que vender tudo, perdendo ainda 20% do que investiu. Sim, é mesmo, sem conhecimento e um objetivo o Tesouro Direto pode ser um prejuízo.
Naquele período chegou também a crise, e quando acabou, o Thiago resolveu estudar detalhadamente este tipo de investimento. Foram muitos meses tentando compreender o funcionamento deste tipo de investimento, mas apesar dos falsos gurus que se diziam experts, conseguiu elaborar um método para investir corretamente. Hoje ele tem uma carteira de títulos rendendo muito acima da inflação, com alguns deles rendendo o triplo da poupança.

A história do Thiago é bem parecida com a de muitos outros que procuram a trilha certa na floresta dos investimentos. Sabendo disso, ele criou um curso online para ajudar todos aqueles que querem investir na rentabilidade do Tesouro Direto e evitar os piores erros que um investidor pode cometer, e que ele já cometeu.

O “X” da questão para ganhar da inflação

Muita gente investe neste programa de financiamento, mas de forma amadora, sem conhecer a extraordinária matemática que pode fazer dele uma fonte de riqueza que pode melhorar a própria vida.

Se você deseja sair do grupo que vai continuar perdendo da inflação nos próximos anos, como fez o Thiago Iwamoto, precisa tomar a decisão de começar a investir no Tesouro Direto da forma certa, com a metodologia e o gerenciamento de riscos de maneira profissional.

Existe um passo a passo no próprio site da fazenda, mas infelizmente foi escrito presumindo que o leitor já conheça aquelas misteriosas siglas financeiras, deixando-o na confusão total para investir.

Uma boa opção é o curso online do Thiago, ele ponta muito sobre o planejamento que precisa fazer antes de investir no Tesouro, não importa se você não conhece nada de economia, não tem tempo suficiente ou simplesmente odeia matemática. Este curso é indicado para todos que querem entender como funciona a aplicação que rende mais de 50% do que a poupança. Se você quer dar uma olhadinha aqui está o link: Tesouro Direto na Prática.


Espero que você consiga fazer ótimos investimentos neste programa, e ter retorno como eu estou começando a ter. Lembre-se sempre: a metodologia certa e o planejamento estão entre as maiores colunas de sustentação do investimento financeiro.

Um abraço.
Pedro Sorcone

Salva

Salva

Salva

Salva

Salva